16 de julho de 2013

Choro de Samba

Um dia ouvi um samba que dizia o seguinte: "Saudade fez um samba em seu lugar"
E não há maior verdade que as verdades ditas em um samba.
Logo eu que sou direta nas verdades, confusa nos sentimentos e por aí vai...
Saiu isso aqui:

Choro de Samba

Me chama pra roda de choro
Quero fazer meu coração sorrir
Lembrar de paixões esquecidas
Das coisas vida
Que me fazem sonhar

Me deixa senti-las de novo
Você sabe o meu povo
É feliz só por cantar
Quero sentir esta alegria
Tirar do peito a agonia
Que tanto me faz chorar

Bota esse sambinha na roda
Me chama, me acorda!
Que eu deixo tudo pra lá...

Sinto falta dessa gente
Que sente!
Que sente!
E que sabe o que é amar...

Chega de tanta lamúria
Meu peito rasga em fúria
Quando te vejo passar

Bota esse sambinha na roda
Que a dor só vai embora
Depois que samba virar.

Larissa Mitrof.

Um comentário:

  1. REGULAMENTO DO “IX CONCURSO PLÍNIO MOTTA DE POESIAS”
    A Academia Machadense de Letras (Machado-MG / Brasil) comunica a realização em novembro de 2013 de seu IX Concurso de Poesias. As inscrições encerram-se no dia 14 de outubro (2013). Para as poesias de outras cidades daremos uma semana após o prazo de inscrição para que as cartas cheguem.
    O tema é livre.
    A taxa de R$5,00 pode ser enviada (no endereço indicado no regulamento) no primeiro envelope juntamente com as 06 cópias da poesia concorrente.
    Para receber gratuitamente o regulamento em arquivo PDF, entre outras informações, favor entrar em contato através do e-mail: machadocultural@gmail.com ou pelo telefone (35) 8833-9255 a/c Carlos.

    ResponderExcluir

“Nada pode nos penalizar mais do que nós mesmos.”
Todos temos o poder de nos regenerar da culpa
Caberá a nós mesmos a percepção de que já somos capazes!
Erros serão indícios de falta de aprendizado,
Acertos poderão passar despercebidos aos olhos de quem já aprendeu a lição...
Os acontecimentos são provas de tudo o que já aprendemos ou não!
Enquanto fugir dos seus problemas para tentar esquecê-los...
Estará provando a si mesmo que não se permitiu evoluir.

Nas horas de indecisão,
Quando a dúvida embaça a visão...
É melhor parar com tudo e ficar sozinho,
Sentar num sofá e beber um bom vinho...
E ver de fora, a vida desenrolar seu caminho.

Loucos são aqueles que seguem as tendências... Imitam e lutam para conseguir chegar em algum lugar pelo mesmo caminho dos outros, pois os normais são aqueles que fazem a sua realidade da melhor maneira possível e se reinventam a cada dia, para que os loucos continuem a copiar.